Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018

Buscar  
DF e Entorno
Publicada em 29/09/18 às 21:34h - 12 visualizações
35,7ºC e estado de alerta laranja: o dia mais quente do ano no DF
Neste sábado (29/9), a temperatura na capital federal atingiu a maior marca desde outubro do ano passado. O Inmet alerta para riscos de incêndios florestais e à saúde

PORTAL CAPITAL VERDE


A estação do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) de Águas Emendadas, distante 55km do Plano Piloto, registrou a maior temperatura do Distrito Federal em 2018. Neste sábado (29/9), os termômetros atingiram 35,7ºC. Desde outubro do ano passado, quando a mesma estação marcou a temperatura mais alta de toda a história do DF, não havia registro tão elevado na unidade da Federação.


Além disso, desde as 12h, a umidade relativa do ar está abaixo dos 20%, o que fez o Inmet emitir um estado de alerta laranja à população: a faixa de risco aumenta a possibilidade de incêndios florestais e perigos à saúde, como ressecamento da pele, desconforto nos olhos, boca e nariz. 
 
Meteorologista do Inmet, Maria das Dores de Azevedo comentou que o clima mais quente e seco deve permanecer, pelo menos, até a segunda semana de outubro. "É devido à transição do inverno para a primavera. Como estamos nos primeiros dias da estação, é comum as temperaturas mais quentes. Além disso, uma grande massa de ar seco deve pairar no Distrito Federal, contribuindo para uma maior radiação do sol", explicou. 
 
Neste domingo (30/9), a temperatura deve variar entre 14ºC e 35ºC, com a umidade relativa do ar alternando entre 65% e 15%. O céu deve permanecer de claro a parcialmente nublado com névoa seca, com uma pequena possibilidade de chuva em áreas isoladas no fim do dia.
 
Para se prevenir contra o tempo seco e o clima quente, a Defesa Civil recomenda a crianças e adolescentes que aumentem a ingestão de líquidos como água, água de coco, chás e sucos naturais e evitem banhos prolongados com água quente e muito sabonete. Outras orientações são: fazer refeições leves, usar protetor solar e hidratantes para a pele. A Defesa Civil também sugere hidratar os olhos com colírios e pingar duas gotas de soro fisiológico em cada narina, pelo menos seis vezes ao dia, para evitar o ressecamento nasal, e diminuir a ocorrência de sangramento.

O apontador Jorge Luís Feitosa, 35 anos, admitiu nunca ter sentido calor parecido com o deste sábado. "É torturante. Fica difícil para respirar e até para raciocinar. Um dia totalmente atípico", comentou. A mulher dele, a assistente de cobraça Nayara Priscila da Silva, 23, também ficou incomodada com o clima mais quente. "Os últimos dias já estavam sendo difíceis. Vou ter que redobrar a ingestão de líquidos, para não desidratar", comentou.
 
Desde o início da primavera, há uma semana, os termômetros de Brasília marcaram temperaturas superiores a 33ºC. Os registros foram de 33,5ºC (sábado, 22/9), 34,5ºC (domingo, 23/9), 33,5ºC (segunda-feira, 24/9), 33,9ºC (terça-feira, 25/9), 33,7ºC (quarta-feira, 26/9), 33,6ºC (quinta-feira, 27/9) e 34,7ºC (sexta-feira, 28/9). A estudante Manuella da Penha, 16, disse não estar acostumada com tanto calor.

"Eu sofro bastante. Tenho que me cuidar para não ficar com o nariz e a garganta inflamadas. Como a previsão para os próximos dias é de mais calor, vou precisar ficar ainda mais atenta", contou.


Fonte: CB.



Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

(61) 99687 1652

Top Música
1
Everyday is like sunday
Morrissey
2
Sadness
Enigma
3
What Is love
Haddaway
4
London London
RPM
5
A noite sonhei contigo
Paula Toller
Estatísticas
Visitas: 1679717 Usuários Online: 43





Parceiros

Copyright (c) 2018 - PORTAL CAPITAL VERDE - Todos os direitos reservados